Mesmo com a pandemia, doações de sangue crescem 2,6% em 2021

Você sabia que uma bolsa de sangue pode salvar a vida de quatro pessoas? E isso só é possível graças aos voluntários que fazem as doações.

Para estimular esse ato de solidariedade, o Ministério da Saúde lançou nesta terça-feira, 14 de junho, Dia Mundial do Doador de Sangue, a campanha “Você doa, a vida agradece”.

A servidora pública Natália Gardini foi tomada por esse sentimento de gratidão. Ela realizou duas cirurgias este ano e acabou sofrendo uma hemorragia. Foi quando a ajuda chegou.

O ministro da Saúde substituto, Arnaldo Medeiros, reforça que a doação de sangue é segura e feita com qualidade.

Durante o período de isolamento, em razão da pandemia de covid-19, os hemocentros de todo país precisaram fazer remanejamento de bolsas de sangue para garantir que não faltassem em nenhuma unidade da federação.

Este ajuste não afetou a quantidade de doações. Segundo o Ministério da Saúde, houve um aumento de 2,6% no número de coletas de sangue de 2020 para 2021, foram mais de três milhões.

Na capital federal, para comemorar o Dia Mundial do Doador de Sangue, a Fundação Hemocentro recebeu a visita da Orquestra Sinfônica de Brasília, que se apresentou enquanto os voluntários realizavam a doação.

Podem doar sangue as pessoas saudáveis que tenham entre 16 e 69 anos e pesem mais de 50 quilos. A recomendação para quem teve covid-19 ou tenha sinais gripais, é que espere 10 dias após os sintomas para fazer a doação.

Com supervisão de Bianca Paiva
Saúde Brasília 14/06/2022 – 19:44 Bianca Paiva – GT Passos Igor Cardim
– Estagiário da Rádio Nacional Doações Sangue pandemia dia terça-feira, 14 Junho, 2022 – 19:44 163:00
Fonte: AGÊNCIA BRASIL – EBC

Aqui você pode expressar sua opinião livremente.

%d blogueiros gostam disto: