Proprietários de imóveis urbanos em Caarapó tem até dia 13 para limpar seus terrenos

Proprietários ou responsáveis pelos terrenos baldios e outros imóveis localizados no perímetro urbano da cidade de Caarapó e dos distritos de Nova América e Cristalina têm prazo que vence na próxima segunda-feira (13) para efetuar a limpeza desse tipo de imóvel. A regulamentação está consolidada no Edital de Notificação N° 001/2022, expedido pela prefeitura em 17 de abril, determinando a limpeza dos imóveis tidos como baldios, sob pena de autuação e aplicação de multas, nos termos da legislação.

De acordo com o Departamento Municipal de Controle de Vetores, o índice de infestação predial do Aedes aegypti atingia, em abril, o patamar de 1,6% em Caarapó, já tendo chegado a 2,8% – o tolerável é até 1%. “Acima disso – como é o nosso caso -, já temos uma instabilidade, com risco iminente de ocorrência de epidemia, o que devemos evitar”, pondera Ivo Benites, coordenador do órgão. “Assim, como medida paliativa, sugerimos a notificação dos proprietários de imóveis baldios para efetuarem a limpeza dos terrenos”, acrescenta.

Paralelamente, equipes de agentes de Controle de Vetores e Comunitários de Saúde desenvolvem ações que englobam uma série de metodologias para limitar ou eliminar insetos ou outros artrópodes que transmitem patógenos causadores de doenças. O controle vetorial é dividido principalmente em controle biológico, mecânico ou ambiental e químico.

Dentre as atividades, destaca-se o controle do vetor da dengue, feito através da atividade de visitação casa a casa, vigilância em pontos estratégicos, avaliação de densidade larvária, vigilância e controle de depósitos de água, além de ações de mobilização, informação e comunicação social.

Ivo Benites destaca ainda que, em relação às organizações das operações de campo – realizadas com participação dos agentes de Saúde e apoio das unidades de saúde locais, por meio da Atenção Primária -, na sede do município as ações de controle de vetores são realizadas utilizando-se a metodologia de zoneamento, conforme estabelecido pelo Programa Nacional de Controle da Dengue (PNCD). Nos distritos de Nova América e Cristalina, os trabalhos são realizados pela equipe lotada na cidade, com apoio dos Agentes Comunitários de Saúde. “As atividades realizadas na execução das ações de controle vetorial compreendem: Levantamento de Índice (LI), Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa), Reconhecimento Geográfico (RG), Visitas em Pontos Estratégicos (P.E.), Tratamento Focal, Tratamento Perifocal, Bloqueio de Casos, Aplicação de inseticida a Ultra Baixo Volume (UBV), Controle Legal, Eliminação e Remoção de Criadouros, Atualização periódica do Plano Municipal de Contingência das Arboviroses, Educação em Saúde e Mobilização Social e outras ações mediante demanda de casos de Doença de Chagas, Malária e Leishmanioses”, explica o coordenador.

O coordenador do Departamento Municipal de Controle de Vetores pontua que há centenas de terrenos sujos causando proliferação de mosquito transmissor das arboviroses (Dengue, Febre Chikungunya e Zika Vírus), escorpião, caramujos e até cobras na área urbana, sendo que Edital de Notificação foi publicado em 5 de maio e até o momento pouquíssimos proprietários limparam os seus imóveis. “Há vários municípios no Estado de Mato Grosso do Sul com incidência alta de casos e há uma grande possibilidade de ocorrência de epidemia de dengue. Em Caarapó, até a semana epidemiológica nº 22 (04/06/22), foram notificados 36 casos suspeitos de dengue, 16 foram confirmados, 16 com resultados negativos e 4 aguardam resultados de exames”, relata Ivo Benites.

“Lembramos ainda que todos são responsáveis por cuidar do seu imóvel, eliminando todos locais que servem de criadouros e quanto aos objetos de uso diário como: bebedouros de animais, reservatórios de geladeiras, calhas obstruídas, ralos, pneus, e dezenas de outros tipos de recipientes que servem de criadouros devem ser tampados, limpos e trocar a água pelo menos duas vezes por semana”, recomenda o coordenador.

O prefeito André Nezzi reitera que a saúde está no rol de prioridades da administração municipal. “A saúde da nossa população é o nosso compromisso e as ações desenvolvidas, em especial na área preventiva, tem se destacado no âmbito da Secretaria Municipal de Saúde”, sublinha o dirigente. “Com apoio dos nossos profissionais da rede de saúde e participação da população naquilo que é de sua responsabilidade, poderemos controlar a proliferação da dengue e de outras doenças relacionadas ao Aedes aegypti”, conclui o prefeito de Caarapó.
Fonte: REDE JOTA FM

Aqui você pode expressar sua opinião livremente.

%d blogueiros gostam disto: