Centelha: Realidade virtual para autistas ganha nova versão e avança na fase de testes

Com inovação e tecnologia, o projeto que utiliza realidade virtual para crianças e adolescentes com autismo ganhou nova versão e vai continuar sua fase de testes, para aperfeiçoar as atividades e habilidade desenvolvidas. Esta iniciativa foi financiada pelo programa Centelha, do Governo do Estado.

O projeto utiliza esta tecnologia no tratamento do autismo, por meio de um software que ajuda este público a ter uma melhor qualidade de vida, interagindo nesta realidade virtual com situações e comportamentos sociais do nosso cotidiano.

“Nesta nova versão conseguimos melhorar os gráficos, tornar estes momentos mais realistas, com novos cenários, entre eles as interações em parques e praças da cidade, para que as crianças e adolescentes (autistas) possam melhorar suas habilidades sociais e conhecimentos em contextos diferentes”, descreveu um dos idealizadores do projeto, Antônio Almeida.

Ele destacou que o projeto é um sucesso e que a intenção é que as próximas versões sejam ainda mais avançadas. “Temos a ideia de incluir na realidade virtual a opção do autista atravessar a rua e desenvolver ainda mais seu foco e atenção, junto com as demais habilidades”, descreveu.  (Confira o vídeo abaixo)


http://www.ms.gov.br/wp-content/uploads/sites/150/2022/06/video-realidade-virtual.mp4


A iniciativa avança na fase de testes, tanto que os idealizadores buscam famílias que desejam trazer seus filhos (autistas) para realizar as atividades. “Quem já dispor dos óculos de realidade virtual pode inclusive fazer o download do programa e realizar as atividades on line. Também buscamos famílias e clínicas para continuar os testes”.

As ações não tratam apenas do ambiente (virtual) em sí, mas também do que está acontecendo nas imagens que as crianças acompanham com os óculos. “O software tem a inteligência artificial que faz uma interação. A própria criança fala, o software vai levando ela a fazer esses treinos de olhar uma situação como se fosse na vida real, ajudar a reconhecer os sentimentos. Essa é uma das maiores dificuldades das pessoas com autismo”, explicou psicóloga Francyelle Marques de Lima, idealizadora do programa.

Os interessados em realizar as atividades e testes podem entrar em contato por telefone: (67) 99865-1336 (whatsApp), ou enviar mensagens no Instagram (@autismo.vr) ou site do projeto.

Centelha 

Um dos pilares da atual administração é o foco na ciência e tecnologia. O programa Centelha foi criado justamente com esta missão de estimular a criação de empreendimentos inovadores, com potencial de mercado e que ainda possam trazer benefícios para uma comunidade ou região.

Na primeira edição o programa selecionou 30 projetos, entre eles este sobre o uso de realidade virtual para ajudar no tratamento de autismo. Já na segunda edição são mais 50 ações que serão financiadas, com o investimento de R$ 3 milhões.

Para desenvolver o Centelha é feita uma parceria do Governo do Estado, por meio da Semagro e Fundect, com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTI). Ainda participam instituições como o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Fundação Certi e a Finep (Financiadora de Estudos e Projetos).

Leonardo Rocha, Subcom
Foto Capa: Divulgação
Fonte: REDE JOTA FM

Aqui você pode expressar sua opinião livremente.

%d blogueiros gostam disto: