Alesp vota abertura da CPI da Prevent Senior nesta quarta-feira

O presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), Carlão Pignatari (PSDB), prometeu que a Casa “não vai enrolar” para investigar as denúncias envolvendo a Prevent Senior. Os parlamentares devem votar nesta quarta-feira, 06, o requerimento de regime de urgência na tramitação do pedido de abertura da CPI. Se aprovado, o recurso vai acelerar a pauta. “A Alesp não vai enrolar, ela vai investigar, apurar e punir, muito claramente, o plano de saúde e não os usuários dele. A população que tem esse plano, que até antes da pandemia atendeu bem, não pode ser prejudicada em um momento tão difícil como agora. Nós temos que fiscalizar a empresa e proteger os usuários do plano. Isso tem que ficar muito claro. O que a Assembleia não quer é fazer disso um palanque político”, afirmou Pignatari.

O presidente da Alesp disse que deputados aliados ao Governo Federal já confirmaram que vão tentar obstruir a votação, mesmo assim ele acredita na aprovação. “Nós precisamos ter 48 votos ‘sim’. Já tem três deputados que disseram que vão obstruir, a deputada Janaina Pascoal disse claramente que vai obstruir, a deputada Valéria Bolsonaro vai obstruir, o deputado Douglas Garcia também. Mas nós temos que colocar os 48 que quiserem aprovar para votar. Nós aprovamos e na quinta-feira faz o congresso de comissões, desde que aprovado, e, na semana que vem, se Deus quiser, até o fim da semana, após o feriado, nós já estaremos com a CPI instalada”, disse. Pignatari falou sobre a CPI durante um evento nesta terça-feira, 05. A Alesp doou 77 veículos da frota antiga da Casa para o Fundo Social de Solidariedade do Estado. A estimativa é arrecadar 2 milhões de reais para famílias em situação de vulnerabilidade social.

*Com informações da repórter Beatriz Manfredini
Fonte: JOVEM PAN

Carlos Irineu Gonzales

Diretor e Redator

Aqui você pode expressar sua opinião livremente.

%d blogueiros gostam disto: