Infecções por novo coronavírus se espalham mais rápido, mas são menos letais que casos de Sars

Infecções por novo coronavírus se espalham mais rápido, mas são menos letais que casos de Sars


Os dois vírus fazem parte da mesma ‘família’. Sars levou à morte 916 pessoas entre 2002 e 2003. Os casos de infecção por coronavírus, conhecido por 2019-nCoV, estão se espalhando mais rápido, mas são menos letais do que a Síndrome Respiratória Aguda Grave, SARs-COV, que causou um surto na China entre 2002 e 2003.
Até esta sexta-feira (31), o coronavírus já havia matado 213 pessoas na China e infectado 9.720 – taxa estimada de letalidade de 2,19%, segundo autoridades chinesas. Isso significa que, a cada 100 pessoas doentes, 2 morrem. Os dados são estimados porque o número total de infecções ainda é desconhecido.
Já a Sars levou à morte 916 pessoas e contaminou 8.422 durante toda a epidemia – taxa de letalidade de 10,87%. Isso representa quase 11 mortes a cada 100 doentes. Os dados são da Organização Mundial de Saúde (OMS).
As duas infecções são causadas por vírus da família “coronavírus”, e recebem este nome porque têm formato de coroa.
Nesta quinta-feira (30), a OMS declarou emergência de saúde pública internacional para o coronavírus – não pelo que ocorre na China, mas pelo avanço da doença em outros países. Até a manhã desta sexta, há registros da doença em 20 países, além da China. Todas as mortes, no entanto, ocorreram em território chinês.
Coronavírus
De acordo com a OMS, a maioria dos infectados com o novo coronavírus desenvolve sintomas semelhantes aos da gripe, e cerca de 20% progride para doenças mais graves, como pneumonia e insuficiência respiratória.
Raio X do novo coronavírus – VALE ESTE
Amanda Paes e Cido Gonçalves/Arte G1
Suspeitas de coronavírus no Brasil
O mais recente balanço do Ministério da Saúde sobre coronavírus no Brasil apontou que há suspeita de 9 casos da doença. Eles estão em Minas Gerais (1), Rio de Janeiro (1), Rio Grande do Sul (2), São Paulo (3), Paraná (1) e Ceará (1).
Ciclo do novo coronavírus – transmissão e sintomas
Aparecido Gonçalves/Arte G1
Initial plugin text
Fonte: SAUDE

Aqui você pode expressar sua opinião livremente.

%d blogueiros gostam disto: