Bolsonaro rejeita “imposto do pecado”, diz jornal

Jair Bolsonaro

SÃO PAULO – O presidente Jair Bolsonaro rejeitou nesta sexta-feira (24) a criação de um “imposto do pecado” sobre bebidas alcoólicas, açúcar e cigarro, de acordo com o Valor Econômico.

A ideia do tributo foi divulgada na quinta-feira (23) pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, em Davos. “Eu pedi para simular tudo. Bens que fazem mal para a saúde. Caso [as pessoas] queiram fumar, têm hospital lá na frente”, afirmou Guedes, em conversa com jornalistas após seu último dia de compromissos no Fórum Econômico Mundial.

A reforma tributária está na agenda do governo e deve ser concluída em breve para ser enviada em fevereiro, segundo o ministro. Um encaminhamento ao Congresso Nacional deve acontecer em 20 a 30 dias e a expectativa de Guedes é que a aprovação aconteça ainda neste ano.

Bolsonaro desembarcou nesta manhã em Nova Déli, onde disse a jornalistas que não há chance de dividir o ministério da Justiça e Segurança Pública, de Sérgio Moro, como vem sendo especulado nos últimos dias.

The post Bolsonaro rejeita “imposto do pecado”, diz jornal appeared first on InfoMoney.

Fonte: FONTE INFOMONEY

Aqui você pode expressar sua opinião livremente.

%d blogueiros gostam disto: