34 soldados dos EUA foram diagnosticados com lesão cerebral depois de ataque do Irã a bases no Iraque, diz Pentágono

As bases, que abrigavam forças americanas, foram atacadas pelo Irã no dia 7 de janeiro. Há dois dias, o presidente americano havia dito que as lesões sofridas pelos soldados não eram graves. O Pentágono informou, nesta sexta-feira (24), que 34 soldados americanos foram diagnosticados com lesões cerebrais traumáticas depois do ataque do Irã a bases no Iraque que abrigavam forças dos EUA.
O porta-voz do Pentágono, Johnathan Hoffman, disse a repórteres que 8 soldados que haviam sido levados à Alemanha foram transferidos para os Estados Unidos, informou a Reuters.
Na quarta-feira (22), o presidente americano, Donald Trump, havia dito em uma entrevista em Davos, na Suíça, que as lesões não eram graves.
“Eu ouvi que eles tiveram dores de cabeça e algumas outras coisas… e eu posso dizer que não é muito grave”, declarou Trump.
“Não, eu não considero que sejam lesões muito graves comparadas a outras que já vi. Já vi pessoas sem pernas e sem braços. Eu vi pessoas que foram terrivelmente, terrivelmente feridas naquela área, naquela guerra”, disse o presidente.
Fonte: MUNDO

Aqui você pode expressar sua opinião livremente.

%d blogueiros gostam disto: