16,5% das vagas criadas no país em 2019 foram intermitentes ou de tempo parcial

Essas duas modalidades responderam por 106 mil dos 644 mil novos postos de trabalho gerados no Brasil no ano passado. Do total de 644 mil vagas de emprego formal criadas no Brasil em 2019, uma fatia de 16,5% (106 mil) foram nas modalidades de trabalho intermitente ou de regime de tempo parcial, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta sexta-feira (24) pelo Ministério da Economia.
Na modalidade de trabalho intermitente, houve um saldo de 85.716 empregos, envolvendo 14.007 estabelecimentos e 11.021 empresas contratantes. Ainda segundo o Caged, um total de 4.328 empregados assinaram contrato nesta condição com mais de uma empresa.
Já no regime de tempo parcial, foram criados 20.360 empregos envolvendo 26.184 estabelecimentos e 22.326 empresas contratantes.
Essas duas modalidades foram permitidas com a aprovação da reforma trabalhista, que entrou em vigor em novembro de 2017. No trabalho intermitente, o empregado ganha por hora trabalhada e não há garantia de jornada ou remuneração mínima por mês. Já o contrato de tempo parcial permite jornadas de até 30 horas semanais.
Somente em dezembro, houve um saldo de 8.825 empregos intermitentes. Por outro lado, foram perdidos 2.293 empregos de regime de tempo parcial.
Fonte: ECONOMIA

Aqui você pode expressar sua opinião livremente.

%d blogueiros gostam disto: