Alta de juros pelo Fed foi um erro, diz Trump


Em entrevista à CNBC, presidente dos EUA disse que economia do país estaria crescendo perto de 4% sem as altas. A economia dos Estados Unidos estaria crescendo a um ritmo próximo de 4% se não fosse o efeito prolongado dos aumentos de juros pelo Federal Reserve, disse o presidente norte-americano, Donald Trump, à CNBC em entrevista nesta quarta-feira (22).
Na foto, de 14 de janeiro, Trump fala em um evento de campanha em Milwaukee, no Wisconsin.
Jeffrey Phelps/AP
“Agora, com tudo isso, se não tivéssemos feito um grande aumento nos juros, acho que estaríamos perto de 4%”, disse Trump à CNBC. “E eu poderia ver de 5 a 10 mil pontos a mais no Dow (Jones, o principal indicador do mercado de ações dos Estados Unidos). Mas foi demais quando eles aumentaram a taxa. Foi apenas um grande erro”.
O Produto Interno Bruto dos EUA aumentou a uma taxa anualizada de 2,1% no terceiro trimestre de 2019.
Revisão do PIB dos EUA no 3º trimestre contribui para mais uma alta do dólar no Brasil
Trump nomeou Jerome Powell no final de 2017 para suceder Janet Yellen como chairman do Fed, mas ele azedou a relação com o ex-advogado e banqueiro de investimentos em 2018 depois que Powell guiou o Fed através de uma série de aumentos da taxa de juros, criticada seguidamente pelo presidente dos EUA.
Trump já chamou os aumentos de “ridículos”, e acusou o Fed de minar o crescimento econômico dos EUA. O banco central dos norte-americano subsequentemente cortou os juros três vezes em 2019.
Em sua entrevista à CNBC, Trump também disse que a proibição da frota 737 MAX da Boeing e a greve na General Motors haviam pressionado a economia.
Fonte: ECONOMIA

Aqui você pode expressar sua opinião livremente.

%d blogueiros gostam disto: