População da cidade de SP deve parar de crescer em 2040, aponta Fundação Seade

População da cidade de SP deve parar de crescer em 2040, aponta Fundação Seade


Capital paulista terá 12,3 milhões de habitantes em 2040. Atualmente, Grajaú é o maior bairro, com 390 mil pessoas. População paulistana deve crescer até 2040 e cair em 2050
TV Globo/reprodução
Um estudo divulgado pela Fundação Seade mostra que a população da cidade de São Paulo deve parar de crescer em 2040. Atualmente, são 11,8 milhões de habitantes na cidade, chegando a 12,3 milhões em 2050.
A partir de então, segundo o Seade, a população deve diminuir, caindo para 12,2 milhões de pessoas em 2050.
A pesquisa traça o perfil dos moradores da capital, que comemora 466 neste ano, no futuro.
A projeção é que a população aumente cada vez mais devagar até parar de crescer em 2040, quando deve chegar a 12 milhões e 350 mil habitantes, atingindo o pico populacional e passando a encolher a partir de então.
Em 2050, as mulheres ainda vão ser maioria: para cada 110 mulheres vão existir 100 homens. Hoje, as mulheres já são maioria.
Marsilac é hoje o menor distrito, com apenas 8 mil habitantes, e Grajaú o maior bairro, com 390 mil habitantes.
A idade média da população é de 36,5 anos, sendo que a maior média etária se encontra em Pinheiros, com 44,7 anos. Na periferia está a população mais jovem: em Parelheiros já a população com menor idade média dentre os 96 distritos da capital, que é de 31,9 anos.
As informações são importantes porque ajudam o poder público a se planejar e a preparar a expansão urbana.
A estudiosa da Fundação Seade Bernardete Waldewoguel aponta que a população é mais nova na periferia porque a expansão da cidade se deu pelos extremos, com a população idosa ainda se concentrando nas regiões mais centrais, onde o custo de vida é maior.
Fonte: ECONOMIA

Aqui você pode expressar sua opinião livremente.

%d blogueiros gostam disto: