Hyundai e Kia investem US$110 milhões em startup britânica de vans elétricas

Hyundai e Kia investem US$110 milhões em startup britânica de vans elétricas


Fundada em 2015 e com sede em Londres, a Arrival desenvolveu uma van futurista voltada para o mercado de entregas comerciais. A empresa disse que sua van terá uma bateria com alcance de pouco menos de 500 quilômetros. Van elétrica da Arrival
Divulgação
A Hyundai investirá em uma startup britânica de veículos elétricos que planeja começar a vender vans comerciais elétricas em 2021, disseram as empresas nesta quinta-feira (16).
Hyundai Motor e Kia Motors estão investindo 100 milhões de euros na startup Arrival.
Fundada em 2015 e com sede em Londres, a Arrival desenvolveu uma van futurista voltada para o mercado de entregas comerciais. A empresa disse que sua van terá uma bateria com alcance de pouco menos de 500 quilômetros.
A Arrival disse que trabalhará com Hyundai e Kia para desenvolver uma variedade de veículos elétricos, inicialmente para o mercado comercial. A startup informou que seus veículos serão equipados com recursos avançados de assistência ao motorista e podem ser atualizados com sistemas de direção autônoma.
Arrival desenvolveu uma van futurista voltada para o mercado de entregas comerciais
Divulgação
Os veículos foram projetados para serem vendidos pelo mesmo preço que modelos similares movidos a motores de combustão interna e para serem construídos em pequenas “microfábricas”. Essa estratégia é o oposto da rival norte-americana Tesla que utiliza as chamadas “gigafábricas”.
Há alguns meses, a Arrival, que até agora tem operado com muita discrição, contratou o veterano da General Motors, Michael Ableson, para dirigir suas novas operações norte-americanas.
Com uma pequena fábrica em Banbury, Inglaterra, a Arrival disse que agora tem 800 funcionários em cinco países, incluindo Alemanha, Rússia e Israel.
A empresa informou que seus protótipos de vans estão sendo testados por Royal Mail, DHL e UPS.
Fonte: ECONOMI

Aqui você pode expressar sua opinião livremente.

%d blogueiros gostam disto: